No Limbo

Do alto dos meus 33 anos e 1 dia e toda a sabedoria acumulada neste período, achei que já era hora de compartilhar um pouco das insanas e recorrentes histórias de nós, balzacas, vivendo no limbo da falta de machos. Histórias reais e fictícias, minhas, de amigas e de personagens, que pretendo que ilustrem o surreal que é essa transição sociológica onde cabe de tudo: desde pessoas que te encaram com piedade (como se o fato de não ter um bofe transformasse você em um ser mutilado), até as que te olham com inveja (como se o fato de você sorrir mesmo assim, te transformasse em uma semideusa autotrófica)...



ATENÇÃO: Os nomes foram trocados ou omitidos em uma tentativa de se manter um mínimo de dignidade





terça-feira, 3 de agosto de 2010

Garota Enxaqueca

Estive fora de circulação uns tempos... venho estando... por causa da bendita enxaqueca.

Só vocês, mulheres passadas dos 30 e que ainda usam anticoncepcional, sabem do que eu estou falando. É muito hormônio para um corpinho só.

Nossos próprios hormônios já estão naquele fervo. É uma montanha russa louca, desgovernada. Daí lá vamos nós e, diariamente ou mensalmente, botamos mais um pouco de hormônio para dentro. Deve ser o cúmulo da insensatez.

Algumas afortunadas podem estar perguntando: "E pra que você usa anticoncepcional? Tanta opção além da pílula e você aí com enxaqueca?" Juro que sei disso, colega. Sou super bem informada nessa area e, para ser sincera, a pílula é tudo para mim menos anticoncepcional.

Para quem ainda não tem o macho-alfa, a camisinha é a única opção se você vai nadar com os betas. E ela já serve pra isso também. Como não existe a possibilidade de sexo inseguro a essa altura do campeonato, tudo estaria resolvido se a pílula não fosse também a barreira que nos separa das espinhas e dos pelos. Pois é, afortunadas, a gravidez não é o problema aqui. Posso ser uma Garota Enxaqueca, mas espinhenta e peluda, não!

Sou uma panela de pressão, cheia de hormônios fervendo, e minha cabeça é aquele pininho, que solta fumaça e grita!

E assim vamos: andando no desfiladeiro do vale da morte, mas de salto!

Um comentário:

Marcia disse...

Amiga, com excessão da enxaqueca, todo o resto se aplica a mim.
mas o que mais gostei no post foi a frase final: "Andando no desfiladeiro do vale da morte, mas de salto!"
Isso é bíblico!!!